To Care


Image

To care, em uma tradução completamente livre, seria algo como importar-se.
Importar-se seria algo como se interessar, fazer caso, dar importância

Uma das coisas com as quais eu me importo, e muito, são as pessoas que amo. Eu nem sempre sei me expressar bem quanto a isso. Quando precisam de mim, eu sempre estou lá, para tudo, para qualquer coisa, mas nem sempre sei o que fazer. Como, por exemplo, ao ver alguém amado sofrendo. 

Ver alguma das pessoas com quem me importo, de verdade, magoadas, machucadas, abatidas, enfim, qualquer coisa que as deixe para baixo, automaticamente me faz sofrer também, seja o motivo uma coisa boba ou uma grande perda. Ver uma dessas chorando, sempre me faz chorar. Ver que alguém é a causa disso, me faz tomar as dores de quem gosto contra esse sujeito, que não tem absolutamente direito algum de ferir de qualquer forma, aqueles que eu amo. 

Sou dessas que fica com raiva de quem faz isso, que toma as dores, que sofre junto, e que faria de tudo, tudo mesmo, para ver bem esses de quem gosto. Saber que eles não estão bem, mesmo quando o dizem, me dói, e quando isso acontece, tudo que eu tenho vontade é poder fazer alguma coisa, o que nem sempre é possível. Acho que essa é uma das principais causas da “adoção” do sofrimento alheio pela minha parte: se não há nada que possa fazer para diminuí-lo, é o meu modo de estar lá, de demonstrar que me importo.

Nem sempre esses indivíduos, por quem tenho afeição, sabem que eu tomo suas dores, que sofro junto com eles. Nem sempre eu consigo falar algo, ou mesmo demonstrar. Às vezes, só compartilho em silêncio, mas isso não diminui o quanto eu desejo que fiquem bem, ou que possa fazer alguma coisa.

Seja para o bem ou para o mal, eu me importo de verdade, e muito. E, agora, espero que você fique bem, que siga em frente, que seja feliz, que ache alguém que preste, e que saiba que eu sempre vou estar aqui, que sempre vou tomar suas dores, e que sempre vou chorar quando você chorar.

Anúncios